MAFRA • SC

Exercício 1 – História da Educação


Segundo Cláudio de Moura Castro (2013), o Brasil foi retardatário ao que se refere ao desenvolvimento de suas escolas. O autor explica que, quando examinamos estatísticas de escolaridade da população como um todo, pelo peso dos mais velhos, ainda estamos abaixo de Paraguai e Bolívia, apesar do enorme crescimento nos últimos anos. Na entrada do século XX, tínhamos por volta de 90% de analfabetismo. Sintomaticamente, Portugal tinha uma proporção pouco melhor do que a nossa. Somente na década de 1990 o Brasil conseguiu universalizar o acesso e a presença na escola da população de 7 a 14 anos. Diante do atraso, foi um feito extraordinário, pela velocidade em que sucedeu. Mas não podemos deixar de registrar o fato de que meramente nos igualamos aos países latino-americanos mais modestos.

Seja como for, “se antes tínhamos uma educação que era pouca e fraca, agora já não é tão pouca”. Com base nessa afirmativa, é correto dizer que:

A. O Governo Federal conseguiu, em pouco tempo, suprir a carência da falta de escola pública no Brasil. Hoje, a lei garante escola para todas as crianças de 07 a 14 anos.

Segundo o autor, “somente” nos anos 1990 é que o Brasil passou a garantir vagas para todas as crianças de 07 a 14 anos. Portanto, não podemos falar “em pouco tempo”.

RESPOSTA CORRETA! B. Apesar de o Brasil ter aumentado o seu número de escolas, de ter criado leis que garantam vagas nas escolas para as crianças de 07 a 14 anos, ainda falta investir na qualidade do ensino.

O Brasil aumentou o número de escolas, contudo, o nível de qualidade ainda é um fator a ser superado. Ainda há falta de investimentos para a educação, para a formação de profissionais da educação, infraestrutura adequada ao ensino e aprendizagem.

C. O Brasil, por ter conseguido avançar nas políticas educacionais do ensino público, alcançou os demais países da América Latina, demonstrando, assim, que o sistema adotado pelo país é melhor e mais eficiente.

Apesar dos avanços do ensino no país, não se pode afirmar que o sistema adotado é melhor ou pior que o dos demais países.

D. O Brasil conseguiu resolver os problemas de atraso educacional, uma vez que adotou uma política mais eficiente.

Essa afirmativa é falsa, uma vez que o analfabetismo ainda é um problema no país.

E. O Brasil alcançou as metas propostas para acabar com o analfabetismo no país até os anos 1990.

O Brasil não alcançou as metas propostas de melhorias na educação nacional. Ainda há muitas críticas e falhas no sistema atual de ensino.


»